sexta-feira, maio 08, 2009

PONTOS DE FUGA

A chávena de chá, Columbano Bordallo Pinheiro, 1898

Sem comentários:

Publicar um comentário