sábado, junho 06, 2009

EUROPA

Europa, sonho futuro!
Europa, manhã por vir,
fronteiras sem cães de guarda,
nações com seu riso franco
abertas de par em par!

Europa sem misérias arrastando seus andrajos,
virás um dia?virá o dia
em que renasças purificada?
Serás um dia o lar comum dos que nasceram
no teu solo devastado?
Saberás renascer, Fenix, das cinzas
em que arda enfim, falsa grandeza,
a glória que teus povos te sonharam
--cada um por si te querendo toda?

Adolfo Casais Monteiro (1945)

Sem comentários:

Publicar um comentário