segunda-feira, fevereiro 15, 2010

ESTUDO CORROBORA TEORIA DE QUE AS AVES NÃO EVOLUIRAM DOS DINOSSÁURIOS MAS QUE ALGUNS DINOSSÁURIOS DESCENDEM DAS AVES

em Portal Naturlink http://naturlink.sapo.pt/article.aspx?menuid=20&cid=15326&bl=1
O estudo de um fóssil de microraptor, revela que, ao contrário do que se pensava, este animal não pode ter voado a partir do chão, mas apenas planado desde a copa de uma árvore, sugerindo que este tipo de dinossáurios planadores evoluiu de aves que perderam a capacidade de voar e não o contrário.
A teoria mais comum da origem das aves sustenta que esta classe de vertebrados evoluiu de certo tipo de dinossáurios – os terópodes – que terão adquirido a capacidade de voar. No entanto, esta perspectiva está longe de ser consensual e nos últimos anos têm vindo a surgir cada vez mais estudos que corroboram uma teoria alternativa segundo a qual aves e dinossáurios partilham um ancestral comum mas representam linhas evolutivas distintas.
Numa edição recente da revista Proceedings of the National Academy of Sciences foi publicado mais um artigo que questiona que as aves tenham descendido dos dinossáurios e que é compatível com uma teoria totalmente diferente – que as aves deram origem a um tipo de animais considerados dinossáurios - aqueles cujo nome inclui o sufixo “raptor”, como por exemplo o velociraptor.
O trabalho agora publicado teve como base modelos tridimensionais de uma espécie fóssil conhecida como “microraptor” que apresentava penas nos quatro membros. O que os autores do artigo defendem, é que este animal não poderia ter tido a capacidade de voar a partir do chão mas apenas de planar a partir da copa de uma árvore.
Segundo explica John Ruben que redigiu um comentário publicado na mesma edição da PNAS e também ele um céptico da teoria de que as aves evoluíram a partir dos dinossáurios “Este modelo não é consistente com o voo vertical a partir do solo, e torna muito difícil a argumentação de que um dinossáurio terópode desenvolveu asas e voou”. E o investigador acrescenta “Por outro lado, é possível que as aves tenham evoluído e que, a certa altura, várias espécies tenham perdido a sua capacidade de voar tornando-se animais terrestres e não-voadores – os “raptor”. Isto pode ser perturbador para muitas pessoas, mas é perfeitamente lógico”.
Outros factos que põem em causa a veracidade da teoria da origem das aves a partir dos dinossáurios são, por um lado, a inexistência nos dinossáurios terópodes de um posicionamento correcto do osso da coxa, fundamental para garantir uma capacidade pulmonar suficiente para o voo a largas distâncias; e, por outro lado, e ainda mais significativo, o facto de haver algumas aves fósseis mais antigas que o próprio tipo de dinossáurios que lhes deu origem.
Fonte: http://www.sciencedaily.com/
Leituras Adicionais

Sem comentários:

Publicar um comentário